Baile dos Marujos

@ jmf.artista_zemah – óleo sobre tela – 100 x 120 cm

A arte é um universo plural. Criar significa derrubar não só limites pessoais, mas também os estabelecidos pela sociedade. Este trabalho traz a diversidade das cores da representação de pele dos marujos, assim como da sua aparência, com barba, bigode ou rosto angelical. O universo apresentado de personagens é colocado com um cenário em que um farol se destaca.

Há ali a luz que se dissemina em quatro direções e, logo abaixo, as ondas de um mar revolto, índice das transformações que ocorrem na dança do amor e da vida, com a suas coreografias inexplicáveis, impossíveis de prever e intensas, mas que deixam até um barquinho frágil infantil navegar, como ocorre, na parte inferior da tela.

Ele segue seu caminho alheio às cordas e aos braços e mãos que se enlaçam, partes de corpos de indivíduos em busca de afetos, de uniões e certamente de si mesmos na complexa jornada humana por um planeta em constante mutação.

Oscar D’Ambrosio
@oscardambrosioinsta
Pós-Doutor e Doutor em Educação, Arte e História da Cultura, Mestre em Artes Visuais, jornalista, crítico de arte e curador.

Publicações relacionadas

Leave a Comment